Home > DESTAQUES > Vacina contra chikungunya mostra 98,5% de eficácia em testes

Vacina contra chikungunya mostra 98,5% de eficácia em testes

Uma vacina contra a chikungunya apresentou 98,5% de eficácia em período de testes. O imunizante está sendo desenvolvido pela farmacêutica francesa Valneva, e apresentou resultados animadores nos ensaios clínicos de fase 3, realizados nos Estados Unidos.

Chamada internacionalmente de VLA1553, a vacina foi testada em 4.115 pessoas e gerou anticorpos neutralizantes em 98,5% dos voluntários 28 dias após a aplicação da dose única. Os ensaios clínicos mostraram que o imunizante é bem tolerado em todas as faixas etárias.

A Valneva e o Instituto Butantan já tem um acordo firmado para o desenvolvimento, fabricação e comercialização da vacina contra a chikungunya no Brasil.

A VLA1553 é, até o momento, a única vacina contra essa doença que está na fase 3 dos ensaios clínicos. A previsão é que os resultados finais dos ensaios clínicos sejam divulgados em seis meses.

Sintomas

Os principais sintomas da chikungunya são febre alta, dores intensas nas articulações dos pés, mãos, dedos, tornozelos e pulsos, além de dor de cabeça, nos músculos e manchas avermelhadas na pele. Os sintomas começam de dois a 12 dias após a picada do mosquito, sendo que cerca de 30% das pessoas não apresentam sintomas. A doença pode ser mortal, especialmente quando o paciente já apresenta outras comorbidades.

Sobre 71 Notícias

O 71 Notícias é um site contemporâneo, que traz para você os bastidores das notícias baianas e permite uma visão ampla sobre o cotidiano da Bahia e do Brasil.

DEIXAR UM COMENTÁRIO

Política de moderação de comentários: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro ou o jornalista responsável por blogs e/ou sites e portais de notícias, inclusive quanto a comentários. Portanto, o jornalista responsável por este Portal de Notícias reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal e/ou familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.
x

Veja Também

Prefeitura vai abrir cadastro de segunda dose para quem se vacinou em outros municípios

Nesta sexta-feira (15), em entrevista à Rádio Metropole, o secretário municipal da Saúde (SMS), Leo Prates, anunciou que Salvador vai ...