Home > DESTAQUES > Pressionado pela COVID-19, Rui Costa enfrenta instabilidade na política

Pressionado pela COVID-19, Rui Costa enfrenta instabilidade na política

 

Se ACM Neto começou o ano com fortes emoções, primeiro com a dissensão do DEM e depois na relação com João Roma, como anda o lado do governo? Todos querem saber as novas possibilidades e outras perguntas para as quais ainda não há respostas.

E o PDT, que tem Ana Paula, a vice de Bruno Reis, vai ficar no governo, onde tem a Secretaria da Agricultura, com Lucas Costa, ou sai? E o PL, que tem a Secretaria do Turismo, com Fausto Franco, e também apoiou Bruno, vai ficar como a partir de agora? Óbvio que nos dois casos cumprem-se acordos de 2018, mas 2020 forjou fatos novos que influem diretamente na pauta da vez, 2022.

Sem vagas — PDT e PL são apenas a ponta da teia política no entorno de Rui Costa, que precisa de ajustes no rumo do futuro próximo. O processo envolve também os aliados do senador Otto Alencar (PSD) e do vice João Leão (PP), mas tudo ainda em compasso de espera por conta da pandemia da Covid, que suga quase todas as atenções.

Em 2022 Rui Costa, governador reeleito, não poderá ser candidato, João Leão, o vice, também reeleito idem, Otto Alencar termina o mandato e Jaques Wagner, hoje senador, já anunciou que quer disputar o governo.

A ideia é que Rui fique no governo até o fim. A questão vai ser como acomodar Otto e Leão, que, se for para a chapa, só tem vaga no Senado, caso em que sobraria a vice.

Óbvio que o burburinho corre, mas no momento, a Covid deu uma estancada nisso.

Otto só vai se definir em 2022.

E o que Otto Alencar diz sobre os entendimentos no partido dele para 2022?

– Só vamos tratar disso em março de 2022.

Nos bastidores se diz que Otto já teria externado a intenção de voltar a disputar um novo mandato, o que ele nega. Diz que está tudo em aberto. Na banda de Rui Costa, os petistas e outros aliados se dizem bem mais tranquilos com Otto. E temem que venham turbulências com o PP de Leão.

Sobre admin

DEIXAR UM COMENTÁRIO

Política de moderação de comentários: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro ou o jornalista responsável por blogs e/ou sites e portais de notícias, inclusive quanto a comentários. Portanto, o jornalista responsável por este Portal de Notícias reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal e/ou familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.
x

Veja Também

Defensorias questionam à Prefeitura exigência de documentos para vacinação infantil

A Defensoria Pública da União e a Defensoria Pública do Estado solicitaram da Prefeitura de Salvador e da Secretaria Municipal ...