Home > Bahia > O Ativismo Social da Empresa na Educação

O Ativismo Social da Empresa na Educação

Educação, ciência e tecnologia são pilares estratégicos de desenvolvimento e edificação de um país soberano, capaz de concorrer neste cenário globalizado de intensas disputas geopolíticas e econômicas. Entretanto, os indicadores no campo educacional brasileiro mostram que o Brasil permanece com um desafio mal resolvido e historicamente marcado por sucessivos fracassos, em termos de qualidade e equidade na oferta de educação.

Para exemplificar este cenário, o coordenador do Núcleo de Educação da Associação Comercial da Bahia (ACB), Ney Campello, apresenta uma recente publicação da Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OCDE), divulgada em 2020, cujo foco foi o ensino profissional e tecnológico. Avaliando 40 países, entre eles o Brasil, o levantamento denominado Education at a Glance (EAG), registra um gasto público, por aluno, em nosso país, de US$ 4.661 anuais, o terceiro maior entre os países latino-americanos, e um gasto público em educação correspondente a 5.1% do PIB (dados de 2017), acima da média dos países-membros e parceiros da OCDE, onde esse esforço foi de 4,1%.

“A conclusão é óbvia e ululante! Não há correlação positiva entre o gasto público e a formação de profissionais com as habilidades técnicas especializadas que são demandadas pelo mercado de trabalho. O mesmo raciocínio se aplica aos indicadores de proficiência, aprovação, evasão e abandono na educação básica (do ensino infantil ao médio)”, analisa Campello. Outro importante indicador é o Programa Internacional de Avaliação de Aluno (PISA) 2018, o mais importante do mundo, onde o Brasil teve novamente um dos 10 piores desempenhos entre todos os avaliados em matemática e ciências, além de ter ficado estagnado em leitura.

Campello avalia que este não é um tema para respostas simplistas e superficiais, mas é evidente a necessidade de um esforço nacional para alterar os rumos da educação no Brasil. Dentro desse aspecto, o empresariado, em seu ativismo social e exercício da cidadania corporativa, tem o dever de colaborar na identificação de soluções e numa maior presença na proposição de novos modelos de oferta, capazes de elevar a qualidade do ensino no país. A ideia defendida pelo Núcleo de Educação da ACB é que, sem pretender substituir o Estado no seu papel de formulação das políticas públicas em educação e suas diretrizes nacionais, a classe empresária possa atuar para elevar a eficiência dos gastos. “Essa atuação deve ser, sobretudo, em atividades-meio que paralisam o fazer pedagógico das escolas, mais preocupadas em gerir patrimônio, limpeza e vigilância do que no fomento de energia criativa, inteligência e performance pedagógica”, analisa Campello.

O coordenador aponta a existência, mundialmente, de modelos de ensino que atestam o sucesso dessa parceria entre a escola e empresa, dentre eles o próprio  “sistema S” e a reforma administrativa que se avizinha, a qual pode proporcionar mais espaços de investimentos privados na educação. “Contando que esses investimentos sejam efetivamente compensados com a formação de uma juventude vocacionada para a pesquisa, a ciência e o mercado, o resultado dessa aliança pode reposicionar o Brasil no concerto internacional das nações, como o país da sociedade do conhecimento”, vislumbra Campello.

Sobre 71 Notícias

O 71 Notícias é um site contemporâneo, que traz para você os bastidores das notícias baianas e permite uma visão ampla sobre o cotidiano da Bahia e do Brasil.

DEIXAR UM COMENTÁRIO

Política de moderação de comentários: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro ou o jornalista responsável por blogs e/ou sites e portais de notícias, inclusive quanto a comentários. Portanto, o jornalista responsável por este Portal de Notícias reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal e/ou familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.
x

Veja Também

Prefeitura vai abrir cadastro de segunda dose para quem se vacinou em outros municípios

Nesta sexta-feira (15), em entrevista à Rádio Metropole, o secretário municipal da Saúde (SMS), Leo Prates, anunciou que Salvador vai ...