Home > DESTAQUES > Novo ministro da Cidadania, Roma endossa discurso de Bolsonaro e diz que lockdown ‘não é o melhor caminho’
Novo auxílio emergencial pode ser pago já em março, diz ministro da Cidadania

Novo ministro da Cidadania, Roma endossa discurso de Bolsonaro e diz que lockdown ‘não é o melhor caminho’

Novo ministro da Cidadania, João Roma (Republicanos) endossou o discurso do presidente Jair Bolsonaro (sem partido), que é contra as medidas restritivas adotadas por governadores e prefeitos, e afirmou que o lockdown “não é o melhor caminho” no enfrentamento à pandemia da Covid-19. Roma disse ainda que os gestores têm tomado medidas de maneira “açodada” por causa da “comoção pela quantidade de mortes”.

“De fato, a gente precisa ter muito cuidado com os direitos individuais do cidadão brasileiro. É óbvio que estamos enfrentando um momento de pandemia. É preciso muita cautela, mas também não podemos admitir sobressalto, atitudes precipitadas, uma vez que a própria Organização Mundial da Saúde alega que o melhor caminho não é, de fato, o lockdown. Nós temos que atenuar sim algumas medidas exacerbadas que têm acontecido no Brasil. Óbvio, os gestores ficam muito açodados com o que ocorre. Há obviamente uma comoção pela quantidade de mortes, pelo que ocorre no Brasil inteiro, mas precisamos valer a nossa Constituição, ter muita serenidade e cooperação”, disse Roma, em entrevista ao programa “Os Pingos Nos Is”, da rádio Jovem Pan News.

Em outubro do ano passado, um enviado especial da OMS, David Nabarro, que não é diretor da organização, falou sobre os impactos econômicos e sociais negativos dos lockdowns. Isso não significa, no entanto, que a OMS tenha mudado de posição favorável ao isolamento social para atenuar a disseminação da doença. Na mesma entrevista, Nabarro afirmou que os lockdowns são justificados em momentos de crise, para reorganizar os sistemas de saúde e proteger os profissionais que estão na linha de frente do combate à doença. A ideia desta prática é “achatar a curva” de contágio, evitar a superlotação de hospitais e, depois, permitir a reabertura das economias. Esta informação foi verificada, inclusive, pelo projeto Comprova.

Roma disse ainda que o lockdown pode aumentar o “empobrecimento” do país. “Não basta dizer apenas ‘fique em casa’, porque não tem como atenuar o sofrimento dos seus filhos e sua família. Nós precisamos ter muita seriedade e unir todas as forças para que a gente consiga atenuar o sofrimento”, afirmou. “É natural que, se houver medidas de recrudescimento na área economia, resultará no empobrecimento de uma gama de brasileiros e por consequência mais pessoas necessitando do auxílio (emergencial), mais pessoas na faixa de vulnerabilidade”, pontuou.

De acordo com ele, a Câmara dos Deputados deve aprovar ainda nesta semana o auxílio. A expectativa do governo é conceder os R$ 250 ainda em março. “Na sequência, vamos nos debruçar na reestruturação e na ampliação do Bolsa Família. Queremos fortalecer o programa e com isso chegar a novas famílias, uma vez que na execução do auxílio identificamos novas pessoas em condições de vulnerabilidade”, disse.

As informações foram publicadas na manhã desta segunda-feira (8) pelo jornal Tribuna da Bahia.

Sobre 71 Notícias

O 71 Notícias é um site contemporâneo, que traz para você os bastidores das notícias baianas e permite uma visão ampla sobre o cotidiano da Bahia e do Brasil.

DEIXAR UM COMENTÁRIO

Política de moderação de comentários: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro ou o jornalista responsável por blogs e/ou sites e portais de notícias, inclusive quanto a comentários. Portanto, o jornalista responsável por este Portal de Notícias reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal e/ou familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.
x

Veja Também

Prefeitura vai abrir cadastro de segunda dose para quem se vacinou em outros municípios

Nesta sexta-feira (15), em entrevista à Rádio Metropole, o secretário municipal da Saúde (SMS), Leo Prates, anunciou que Salvador vai ...