Home > DESTAQUES > Ireuda lamenta desigualdade salarial entre gêneros no setor da saúde

Ireuda lamenta desigualdade salarial entre gêneros no setor da saúde

A presidente da Comissão de Defesa dos Direitos da Mulher da Câmara de Salvador, vereadora Ireuda Silva (Republicanos), lamentou a situação das trabalhadoras da saúde no Brasil. Apesar de serem maioria, elas ganham menos que os homens, como alerta a vereadora.

De acordo com o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) e a Universidade Federal Fluminense (UFF), mulheres em posições de liderança no setor ganham em média 37% do que recebem homens em cargos equivalentes. É uma das maiores desigualdades salariais no mercado de trabalho, como pontua Ireuda.

“Maioria no setor, as trabalhadoras da saúde compõem um time de heróis que estão todos os dias arriscando suas vidas para combater a pandemia do novo coronavírus. Além desse risco, estão perdendo sua integridade psicológica e emocional. Tudo isso intensifica a injustiça que o machismo estrutural produz no mercado de trabalho. Precisamos lutar contra isso”, diz Ireuda.

Ainda de acordo com a pesquisa, embora tenha havido mais contratações, as mulheres perderam posições de chefia na saúde. A queda foi de 24,2% contra 20,5% para os homens. “Durante a pandemia, as perdas para as mulheres no setor de saúde foram muito maiores do que para os homens. Prefeituras e governos devem estar atentos a isso no que se refere ao serviço público. Não podemos mais aceitar tanta perda de direitos”, acrescenta a vereadora.

Sobre 71 Notícias

O 71 Notícias é um site contemporâneo, que traz para você os bastidores das notícias baianas e permite uma visão ampla sobre o cotidiano da Bahia e do Brasil.

DEIXAR UM COMENTÁRIO

Política de moderação de comentários: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro ou o jornalista responsável por blogs e/ou sites e portais de notícias, inclusive quanto a comentários. Portanto, o jornalista responsável por este Portal de Notícias reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal e/ou familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.
x

Veja Também

Defensorias questionam à Prefeitura exigência de documentos para vacinação infantil

A Defensoria Pública da União e a Defensoria Pública do Estado solicitaram da Prefeitura de Salvador e da Secretaria Municipal ...