Home > Bahia > HGE 2 consolida complexo hospitalar de referência na Bahia

HGE 2 consolida complexo hospitalar de referência na Bahia

Ao inaugurar, na manhã desta segunda-feira (26), o Hospital Geral do Estado 2, o governador Rui Costa anunciou a entrega de mais três unidades hospitalares até 2017, uma em Salvador – o Hospital da Mulher, praticamente concluído em fase de instalação de equipamentos médicos e que deve ser inaugurado até o final deste ano – e dois no interior: o Hospital do Cacau, em Ilhéus, e o da Chapada, em Seabra, com previsão de inauguração até o final de 2017.

Projetado em 2012, com 161 novos leitos, 11 salas cirúrgicas e equipamentos de última geração, a implantação do HGE 2 absorveu recursos da ordem de R$ 90 milhões entre construção, instalação e aparelhagem, numa estrutura integrada ao antigo HGE – que, conforme adiantou o governador, será totalmente reformado e modernizado.

O complexo se consolida como referência estadual no atendimento a vítimas de traumas, a exemplo de acidentes automobilísticos, perfurocortantes e emergências cirúrgicas. No último dia 19,  o hospital foi apresentado ao setor médico, quando foi aprovado por conselhos da área da saúde e representações de classe.

Com área construída de 14 mil metros quadrados, o novo hospital conta com 161 novos leitos e 11 salas cirúrgicas, 54 leitos de UTI (Unidade de Terapia Intensiva), sendo 40 para adultos, oito pediátricos e quatro para queimados, além de 34 para cuidados intermediários. Com equipamentos de última geração somente disponíveis no país no hospital Sírio-Libanês, em São Paulo, segundo informou Rui Costa, o centro cirúrgico do HGE 2 ocupa um andar inteiro. Entre outros itens de ponta, a unidade é dotada de foco cirúrgico com tecnologia LED e controle individual de temperatura.

Maior qualidade – O novo equipamento começa a funcionar nesta terça-feira (27) e vai desafogar a demanda estrangulada no HGE, já que o hospital possibilita, simultaneamente, ampliar a assistência com a abertura de novos leitos e oferecer maior qualidade na assistência aos pacientes. De acordo com o diretor-geral, André Luciano, o HGE 2 dispõe de maior capacidade para atender pacientes com traumatismo craniano e raquimedular, duas das condições em que o tempo de espera impacta muito no prognóstico. Também conta com o mais moderno centro de queimados do país e a principal referência para todo o estado.

Foto: Camila Souza/GOVBA
UTI do HGE 2. Foto: Camila Souza/GOVBA

 

Ele informou também que o HGE 2 dispõe de sala cirúrgica dedicada exclusivamente à realização de transplantes, tanto para captação de órgãos quanto para o transplante em si. Atualmente, o HGE 1 é o hospital com maior potencial de captação de órgãos, em função do perfil de vítimas de morte cerebral decorrentes de trauma. Com a sala exclusiva, o processo de captação e transplante de órgãos será mais ágil, sem necessidade de aguardar vaga no centro cirúrgico geral.

Ao lado do HGE, o novo hospital forma o maior complexo hospitalar do estado, caracterizando-se como referência em cirurgias geral, traumato-ortopedia, oftalmológica (proveniente de trauma), plástica reparadora, torácica, buco-maxilo-facial e de coluna. Conforme o secretário Fábio Vilas Boas, da Saúde, estão sendo investidos mais de US$ 200 milhões em novos equipamentos hospitalares, reformas e ampliações em diversas áreas do estado, representando um dos maiores aportes de todos os tempos na área de Saúde na Bahia.

A nova unidade hospitalar vai absorver 1 mil profissionais que, somados aos trabalhadores do HGE 1, totaliza 4 mil vagas de emprego, dos quais 204 são médicos e o restante de outros setores profissionais da saúde, como enfermeiros, fisioterapeutas, nutricionistas, assistentes sociais e técnicos de enfermagem, contratados pelo regime de CLT por duas empresas que venceram licitação do Estado.

Com a inauguração do HGE 2, o estado busca reduzir a espera em filas para cirurgias de média e alta complexidades. A nova unidade servirá de suporte para o atendimento a pacientes que aguardam procedimentos cirúrgicos no HGE, e vai gerar um impacto positivo para o paciente. De acordo com a  direção do hospital, apesar do suporte que o HGE presta à população, ainda existiam casos em que os pacientes tinham que esperar um tempo para serem submetidos às cirurgias. Com leitos de retaguarda, a unidade nova servirá de suporte à antiga, possibilitando maior vazão aos pacientes que necessitam de alguma cirurgia.

 

Secretário da saúde visita HGE 2 Foto: Elóio Corrêa/GOVBA

Sobre 71 Notícias

O 71 Notícias é um site contemporâneo, que traz para você os bastidores das notícias baianas e permite uma visão ampla sobre o cotidiano da Bahia e do Brasil.

DEIXAR UM COMENTÁRIO

Política de moderação de comentários: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro ou o jornalista responsável por blogs e/ou sites e portais de notícias, inclusive quanto a comentários. Portanto, o jornalista responsável por este Portal de Notícias reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal e/ou familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.
x

Veja Também

Defensorias questionam à Prefeitura exigência de documentos para vacinação infantil

A Defensoria Pública da União e a Defensoria Pública do Estado solicitaram da Prefeitura de Salvador e da Secretaria Municipal ...