Home > Bahia > Estudantes de baixa renda da rede pública estadual terão bolsa-permanência por 6 meses

Estudantes de baixa renda da rede pública estadual terão bolsa-permanência por 6 meses

Em meio a uma série de anúncios na área da educação, o governador Rui Costa (PT) apresentou mais detalhes sobre a bolsa-permanência que será dada a famílias de estudantes de baixa renda. Ele divulgou as informações no início da tarde desta terça-feira (16), em respostas a perguntas feitas pela imprensa durante uma transmissão ao vivo nas redes sociais.

 

 

“São, ao todo, 260 mil famílias”, disse Rui. A gestão chegou a esse número após cruzar os dados de matrículas com as inscrições do CadÚnico. “São pessoas que, de alguma forma, estão na categoria de renda mais baixa. A única condição exigida é que seus filhos mantenham a atividade escolar, nesse momento a atividade remota, e quando as aulas começarem no ensino híbrido, eles mantenham a frequência”, explicou o governador.

 

De acordo com Rui, o benefício será de R$ 150 por família e a expectativa é que seja mantido por seis meses.

 

No momento, o projeto de lei está sendo redigido para envio à Assembleia Legislativa da Bahia (AL-BA). Após análise e esperada aprovação por parte dos deputados estaduais, o governador deverá sancioná-lo e, em seguida, as escolas serão instruídas sobre como contactar os estudantes contemplados para o repasse do auxílio.

 

VALE ALIMENTAÇÃO

Além da bolsa permanência, o estado já havia confirmado a renovação do auxílio-alimentação, que repassa R$ 55 aos estudantes da rede pública estadual. Nesta terça, o governador revelou que o benefício será estendido, inicialmente, por três meses – o período é estimado como duração das aulas em modo apenas remoto.

 

Como anunciado anteriormente, esse recurso será destinado a todos os alunos da rede pública estadual, cerca de 800 mil jovens. A quinta parcela, primeira deste ano, será depositada no cartão de cada um na próxima terça-feira (23).

 

MONITORIA ESTUDANTIL

Também divulgado previamente, o programa de monitoria estudantil foi ampliado em 2021. Serão dois alunos monitores por sala de aula, com a atribuição de auxiliar os colegas nos estudos.

 

Eles receberão uma bolsa, no valor de R$ 100, ao longo dos meses correspondentes ao ano letivo. O edital para a seleção desses jovens já está aberto e cada escola ficará responsável por seu processo interno. O critério para concorrer é ter nota mínima 8 em português ou matemática (saiba mais aqui).

Sobre 71 Notícias

O 71 Notícias é um site contemporâneo, que traz para você os bastidores das notícias baianas e permite uma visão ampla sobre o cotidiano da Bahia e do Brasil.

DEIXAR UM COMENTÁRIO

Política de moderação de comentários: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro ou o jornalista responsável por blogs e/ou sites e portais de notícias, inclusive quanto a comentários. Portanto, o jornalista responsável por este Portal de Notícias reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal e/ou familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.
x

Veja Também

Prefeitura vai abrir cadastro de segunda dose para quem se vacinou em outros municípios

Nesta sexta-feira (15), em entrevista à Rádio Metropole, o secretário municipal da Saúde (SMS), Leo Prates, anunciou que Salvador vai ...