Home > Bahia > CPI: Otto cobra à Anvisa urgência em análises e questiona negativa a barreiras sanitárias

CPI: Otto cobra à Anvisa urgência em análises e questiona negativa a barreiras sanitárias

O senador pela Bahia Otto Alencar (PSD) cobrou ao presidente da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), Antônio Barra Torres, “urgência” na análise de pedidos de autorização de vacinas e de remédios contra o novo coronavírus.

O chefe da agência reguladora é ouvido no início da tarde desta terça-feira (11) em sessão da Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) da Covid, no Senado Federal.

Otto questionou a Barra Torres por que a Sputnik V foi uma das primeiras vacinas a ter o pedido de autorização apresentado à Anvisa, mas ainda não teve o uso liberado.

Em resposta, o presidente da agência creditou a indefinição à “demora” no retorno de documentos sobre o imunizante russo pela União Química, laboratório brasileiro que irá produzir a vacina. Com cerca de dez milhões de doses da Sputnik V compradas, o governo da Bahia aguarda a resolução do impasse.

O senador também criticou o tempo levado pela Anvisa para autorizar o uso do Remdesivir, antiviral com efeitos contra a Covid-19. A liberação pelo órgão regulador aconteceu no dia 12 de março.

“Depois de dez meses que eu solicitei foi que a Anvisa veio liberar, agora em março. Uma droga comprovadamente eficaz”, disse Alencar. O parlamentar lembrou ainda o episódio em que a agência negou o pedido do governo baiano de fazer barreiras sanitárias nos aeroportos, em 2020.

“Quando nós pedimos na Bahia pra fazer barreira sanitária, vossa senhoria negou. Vossa senhoria sabe que em viroses barreiras sanitárias são fundamentais. Não tinha porquê… Barreira sanitária é fundamental pra qualquer tipo de virose, doença […] Essa é uma doença que precisa de urgência, isso é uma coisa séria”, criticou.

Sobre 71 Notícias

O 71 Notícias é um site contemporâneo, que traz para você os bastidores das notícias baianas e permite uma visão ampla sobre o cotidiano da Bahia e do Brasil.

DEIXAR UM COMENTÁRIO

Política de moderação de comentários: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro ou o jornalista responsável por blogs e/ou sites e portais de notícias, inclusive quanto a comentários. Portanto, o jornalista responsável por este Portal de Notícias reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal e/ou familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.
x

Veja Também

Prefeitura vai abrir cadastro de segunda dose para quem se vacinou em outros municípios

Nesta sexta-feira (15), em entrevista à Rádio Metropole, o secretário municipal da Saúde (SMS), Leo Prates, anunciou que Salvador vai ...