Home > Bahia > Bolsonaro tenta no STF derrubar restrições contra a Covid-19 impostas pelo governo da Bahia

Bolsonaro tenta no STF derrubar restrições contra a Covid-19 impostas pelo governo da Bahia

O presidente Jair Bolsonaro foi ao Supremo Tribunal Federal (STF) tentar derrubar os decretos dos governos da Bahia, Distrito Federal e Rio Grande do Sul que determinam restrições de circulação de pessoas diante do aumento expressivo de casos e mortes em razão da Covid-19.

Na ação, o governo pediu que a Corte determine que o fechamento de atividades não essenciais durante a pandemia só pode ter por base lei aprovada pelo Legislativo, e não decretos de governadores.

O texto ainda requer que se “estabeleça que, mesmo em casos de necessidade sanitária comprovada, medidas de fechamento de serviços não essenciais exigem respaldo legal e devem preservar o mínimo de autonomia econômica das pessoas, possibilitando a subsistência pessoal e familiar”.

O presidente falou sobre a ação na noite desta quinta-feira (18), durante a live semanal, e, segundo ele, o pedido feito ao STF é para acabar com “abusos” impostos pelos governadores.

“Bem, entramos com uma ação hoje [quinta]. Ação Direta de Inconstitucionalidade junto ao Supremo Tribunal Federal exatamente buscando conter esses abusos. Entre eles, o mais importante, é que a nossa ação foi contra decreto de três governadores”, disse o presidente.

Segundo a ação, não há previsão na lei para que esse tipo de decreto seja editado por governadores. “A despeito da naturalidade com a qual esses atos têm sido expedidos, é fora de dúvida que não há, em parte alguma da Lei no 13.979/2020, previsão genérica que delegue competência a instâncias executivas locais para isso”, concluiu.

Sobre 71 Notícias

O 71 Notícias é um site contemporâneo, que traz para você os bastidores das notícias baianas e permite uma visão ampla sobre o cotidiano da Bahia e do Brasil.

DEIXAR UM COMENTÁRIO

Política de moderação de comentários: A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro ou o jornalista responsável por blogs e/ou sites e portais de notícias, inclusive quanto a comentários. Portanto, o jornalista responsável por este Portal de Notícias reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal e/ou familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.
x

Veja Também

Defensorias questionam à Prefeitura exigência de documentos para vacinação infantil

A Defensoria Pública da União e a Defensoria Pública do Estado solicitaram da Prefeitura de Salvador e da Secretaria Municipal ...